O Salão do Móvel de Milão 2018 em 10 Imagens

Ainda me recuperando do turbilhão  que foi o do salão do Móvel 2018! Muitas surpresas, novidades, encontros, interação e muitas descobertas. Ainda estou no período de me recupar e selecionar palavras e imagens para explicar melhor o que se passou!!

Contudo, deixo aqui com vocês algumas fotos que já podem explicar um pouco deste  evento Global supreendente!! Venham comigo nesta viagem!!

dav

Galeria Rossana Orlandi

DSC04267

Vitra

DSC05294

Jardim Palácio Clérici

dav

Millennial Pink – Superstudio

DSC04092

Patrícia Urquiola na Cassina

DSC04607

Poltrona Frau

DSC05900

Giorgetti

DSC04054

Showroom Salvioni

DSC04357

Moroso

DSC04649

Arper

HARU stuck on design di Nitto

NITTO, uma marca Japonesa, fará uma exposição na Milano Design Week 2018 ( 17 a 22 abril), onde nos convida a fazer um super mergulho nas cores!!! Com o tema ” Traga as cores para sua Vida”, apresenterá fitas adesivas coloridas através de uma nova proposta para personalizar os Espaços!! Eu que amo Cores não vejo a hora de conferir!!


HARU_04

Foto: Takumi Ota

HARU_05

Foto Takashi Suzuka

HARU_02

Foto Takumi Ota

HARU_MDW2018_01_KeyVisual

Foto: Spread

HARU_03

Foto Ooki Jingo

Fotos : Cortesia HARU stuck-on design

Prévia do Salão do Móvel de Milão 2018

Foto 01 Torsion-table de Mario Bellini para a Natuzzi

Torsion Table di Maria Bellini para a Natuzzi

O principal acontecimento  do Design Mundial está para começar, o Salão do Móvel de Milão 2018 retorna em cena entre os dias 17 e 22 de abril. Como sempre, chega com   um programa rico de novidades e eventos para os mais de 300 mil visitantes vindos dos 4 cantos do planeta.

No Salão do Móvel se  reúne o que de melhor existe no  Design aliado à tecnologia de ponta, sustentabilidade, criatividade, versatilidade. É  um momento onde somos chamados a lançar um olhar aprofundado sobre o futuro. Também é   uma excelente oportunidade de entrarmos em contato com as idéias mais interessantes que estão sendo apresentadas ao redor do mundo no que se refere a estes temas.

Muitos produtos e novidades já estão sendo apresentados pelos expositores.  Fui  em busca destas novidades e selecionei uma prévia,   a fim de  dar  uma idéia do que será visto  este ano no Salão do Móvel de Milão.

Texto escrito por mim e  publicado  no site da  Revista Ludovica no blog  Casa e Flora

Foto 05 Collezione Kilk de Arper - Design de Ichiro Iwasaki

Coleção  Kilk para a Arper com design de Ichiro Iwasaki

Foto 03 Poltrona ALton con Design de David Lopez Quincoces para a Lema

Poltrona Alton com design de David Lopes Quincoces para a Lema

foto 02 Sofá Gentry de Patrícia Urquiola para a Moroso

Sofá Gentry de Patrícia Urquiola para a Moroso

Foto 04 Lago Mesa Bold- Design de Daniele Lago para Lago

Mesa Bold – Design de  Daniel Lago para a Lago

Foto 06 Cappellini apresenta contenitore Easy con design de Studio Cappellini

Capellini apresenta contenitore Easy com Design de Studio Capellini

FOto 07 Collezione Chemise com Design de Studio li-do para My Home Collection

Coleção Chemise com Design de Studio li-do para My Home Collection

 

Os eventos de Brera Design District para o Salão do Móvel de Milão 2018

FOto 01 - Illustrations by Federico Conti Picamus

Se aproxima um  dos mais importantes eventos  do calendário  de design, o  Salão do Móvel de Milão,  que neste  2018, será realizado entre os dias 17 a 22 de abril. Igualmente ao   Salão oficial, o “ Fuorisalone”  é sempre aguardado com muito entusiasmo.

Entre os eventos mais prestigiados ( e um dos meus preferidos)  do “Fuorisalone”, está o Brera Design District, que a cada edição tem alcançado um número maior de visitantes.  Recentemente, o programa  do Distrito de Brera foi divulgado.

O tema escolhido pelos organizadores foi  “ Be Human : Progettare con empatia”  ( Seja Humano: Projetar com empatia).  É sem dúvida um tema apaixonante, afinal nos convida a  reflexões fundamentais  sobre como  o Design pode ser uma fonte de idéias para melhorar a vida das pessoas. Ademais, uma mensagem que  associa o Design à vida e nos estimula a expressar o nosso lado mais humano, através de  projetos  que pensem primeiramente no outro.

O programa apresentado traz muitos enventos interessantes,  o que me deixou cheia de boas expectativas. Selecionei aqueles que despertaram de forma mais acentuada a minha curiosidade. Se vocês ficaram também curiosos, confiram:

CORALLO POR CRISTINA CELESTINO

Foto 02- divulgação

Um histórico Tram Milanese cor  Coral que circulará no Distrito de Brera como  uma sala de projeção  interpretada por Cristina Celestino, que tentará de criar a sala de cinema ideal, por meio de uma visão contemporânea.  Aguardo com ansiedade  esta que  promete  ser uma experiencia surpreendente e inesquecível . Já me imagino neste “salão viajante” a perambular por Brera.

DESGIN BRASILEIRO, DO MODERNISMO A HOJE

Foto 03 - divulgação ETEL_Salone2018

O Brasil marca uma importante presença com este evento, que será realizado através da parceria entre o Consulado Geral do Brasil em Milão e a Agência Brasileira de Promoção e Comércio ( Apex-Brasil).  Juntos  trazem  a Milão 65 designers e empresas brasileiras para exibir suas criações. O objeto desta mostra é mostrar um visão geral de “ como o Design Brasileiro é sofisticado e criativo ao logno do Tempo, desde o reconhecimento mundial do Movimento do Modernismo ( 1922) até a produção atual ( Design Contemporâneo e Experimental).”

O percurso pela história do Design Brasileiro começará com a exposição  “Modern Brazilian Masters” que contará com peças de grandes autores como Lina Bo Bardi, Oscar Niemeyer, Paulo Mendes da Rocha, entre outros.

– Pavilhão Brasileiro Via Maroncelli 14 (Spazio Edit Milan)

BRERA DESIGN APARTMENT

Foto 04 -SOUVENIR MILANO - LUZ - per ALIITA CYNTHIA VILCHEZ CASTIGLIONI

Neste appartamento que representa uma típica habitação Milanesa, será proposto um percurso através de seus ambientes, com a intenção  de colocar em destaque o Design e o  Artesanato de alto nível. Estarão presentes peças de decoração e revestimentos fora de escala, objetos feitos a mão e muito mais.

Neste contexto, será apresentado também um projeto especial:   que convidou 12 designers para criarem peças particulares para a primeira coleção de “ Milano Souvenir”.

 – via Palermo 1, ingresso livre  de 17 al 22 abril, 12- 19:30

 VITRA – INSTALAÇÃO NO ESPAÇO LA PELOTA 

Foto 05 - divugação Brera-Design_District_la_pelota

No espaço La Pelota vitra apresenterá uma instalação curada pelo designer Robert Stadler, onde os visitantes serão convidados a mergulhar na história, presente e futuro de Vitra. Com a intenção de revelar novas conexões do projeto Vitra.  A instalão também, pretende focar na contemporaneidade.

– via palermo 10

LAGO APRESENTA  : “ NEVER STOP LOOKING BEYOND”

Este será o conceito de casa Lago 2018.  No já  tradicional apartamento de Via Brera 30, acontecerá a mostra que contará com a colaboração de jovens talentos italianos. Acredito que este será um showroom imperdível.

Fotos : Divulgação Brera Design District

Um dia na Fundação Prada

foto lenise 10 Bar Luce

A Fundação Prada existe há mais de 20 anos e recentemente presenteou Milão com uma sede de relevante  dimensão,  um complexo de 19 mil m2,  dedicados  à cultura e arte, mas não somente,  literatura, cinema, música, fisolofia  e ciência averão seu espaço de discussão e autonomia. A perspectiva é que  se torne um polo para a arte contemporânea na cidade, uma vez que é o  principal instrumento de trabalho da Fundação.

Dias atrás fui visitar a tão comentada sede,  uma antiga destilaria de um bairro industrial  que foi magistralmente reformulada pelo Studio  OMA guiado por Rem Koolhas, famoso arquiteto Holandês. Para dizer o menos, superou minhas, já grandes, expectativas. A  arquitetura  me tocou e impressionou!

Belíssimo o projeto de Koolhas,  aos  edifícios já existentes foram adicionadas  novas estruturas, que dialogam   perfeitamente com as antigas,  um equilíbrio criado através  belos jogos de espelhos, cimento branco e revestimentos de espumas de alumínio.  Acertadíssima a       sobriedade do  cinza  interagindo com  folhas de ouro que revestem um dos prédios. Como  resultado  um local harmônico, inovativo e ideal para se desfrutar  o dia todo.

O percuso é organizado em diferentes prédios, numa sequência de ambientes que   apresentam contrastes aparentes como velho e novo, horizontal e vertical, aberto e fechado, secreto e visível, feitos propositalmente  para “estabelecer a variedade de oposições que descrevem a natureza da nova Fundação”. Uma diversidade   que  instiga a mente e  contribui para que tenhamos  um olhar mais profundo e acurado das obras.

Os espaços expositivos se dividem entre mostras  temporárias e permanentes, que predominantemente, acolhem obras da espetacular coleção pessoal da presidente da fundação Miuccia Prada e seu marido Patrizio Bertelli, acumuladas durante anos. A sede ainda ospeda um belo cinema com 200 lugares, uma biblioteca, uma seção dedicada às crianças e o bar luce.

Entre as mostras eu destacaria a Haunted House, com exposição permanente de Louise Bourgeois e Robert Goberd, localizada  no prédio dourado, possui um percurso vertical desafiador e nos incita  a interessantes reflexões.

Ao final da visita, fiz uma pausa para aperitivo  no convidativo e encantador Bar Luce. Idealizado por Wes Anderson, diretor do filme Grande Hotel Budapest, em estilo retrô, recria a atmosfera  das antigas cafeterias Milanesas, inspirado no cinema italiano dos anos 50 e 60. A decoração se enriquece consideravelmente com  a reprodução de detalhes arquitetônicos  da Galeria Vittório Emanuele no teto e parte das paredes, lindo!

Um dia para transitar entre   Idéias, Cultura, Arte, Arquitetura, Cinema, Ousadia e   Originilidade!

foto lenise 2

foto lenise 11

foto lenise 44

Foto lenise 12 Cinema

foto lenise 6

foto lenise 8

Foto Lenise - mostra de Louise Bougeois

fotos lenise 9

Fotos: Take by me

Villa Necchi Campiglio

villa necchi 1 foto lenise

Foi com passos lentos e olhares minuciosos que adentrei  na surpreendente “Villa Necchi Campiglio” (que já  foi objeto de minhas dicas sobre milão na revista Ludovica), uma casa museu de visita obrigatória para os que gostam de mergulhar em ambientes de outras épocas fielmente preservados.

Está localizada em uma  tradicional  zona  no centro de Milão, conhecida como quadrilátero do silêncio, com lindos prédios históricos e bucólicos jardins. Construída entre 1932 e 1935 em estilo Déco, consiste em uma  verdadeira preciosidade projetada pelo lendário arquiteto milanês Piero Portaluppi. É admirável  o nível de preservação de todo o acervo, tanto interiormente como exteriormente, a estrutura arquitetônica permanece  intacta, assim como os móveis, objetos decorativos e de arte, não deixando transparecer a passagem do tempo.

Na casa viveu o  casal Gigina Necchi e Angelo Campiglio e a irmã de Gigina, Neda.  Ainda hoje  conservam-se até o vestuário e os objetos de uso pessoal  das refinadas irmãs Necchi. Seus elegantes ambientes e salões nos levam a  imaginar como eram  as fascinantes vidas de seus moradores e retratam  bem o estilo da alta burguesia industrial lombarda daquela época, bem como  testemunham  parte da história milanesa da primeira metade do século XX.

Grande parte dos  móveis foram também projetados por Portaluppi, deixando ali registrado o seu inconfundível estilo.  A  casa  é circundada por um jardim encantador, com grandes sombras criadas por lindas magnólias,  e foi a primeira a contar com  uma piscina e quadra de tenis na cidade.

O museu recebeu duas importantíssimas doações que em muito enriqueceram o seu acervo: A coleção de obras de arte do início do século XX de Claudia Gian Ferrari e a coleção de pinturas e artes decorativas do século XVIII de Alighiero e Emilietta de’Micheli. A excelência das obras doadas transformaram  a “ Villa” em verdadeiro museu de artes decorativas, como mobiliário francês, prataria inglesa, tapeçarias de Bruxelas e inúmeros objetos de arte Oriental.

A visita a essa bela casa  é  uma aula de estética, bom gosto e conservação.

villa necchi 2 foto lenise

villa necchi 5 foto lenise

villa necchi 6 foto lenise

villa necchi 3 foto lenise

villa necchi 5

villa necchi 4 foto lenise

villa necchi 8 foto lenise

Fotos Take by me

Expo Milano 2015 abre suas portas

Parvilhão do Brasil

Pavilhão do Brasil

Finalmente chegou o dia de visitar a tão esperada e polêmica Expo 2015, a Exposição Universal que acontece a cada 5 anos, desde 1851.  Um de seus íncones é a torre Eifel, em Paris, legado da exposição de 1889. Esta edição é  sediada por Milão,  com o tema focado na alimentação sob o título “ Nutrir o Planeta, Energia para a vida”, onde mais de 130 países são desafiados a apresentarem soluções para a melhoria da vida de milhões de pessoas, com sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Acontecimento que muito se falou nos últimos anos na Itália,  e gerou grande expectativa e curiosidade em todo o país, e comigo não foi diferente. Entrei bem cedo, mas em poucos minutos já se faziam filas em frente aos pavilhões mais disputados, muitos estrangeiros e muitíssimos italianos vindos de toda parte. O percurso foi desenvolvido na forma do “Decumano” ( “do latim: decumanus, consistia em uma via que atravessava de leste a oeste as antigas cidades romanas”).

Sem dúvida, minha grande expectativa era em torno  da arquitetura dos pavilhões, sede dos  países participantes. Muitos destes, produto de concursos de progetação, em que participaram studios de renome internacional. O resultado, eu definiria como um  espetáculo cenográfico que oferece uma viagem na arquitetura contemporânea.  Alguns se distinguindo pelo design futurista, outros pela tecnologia digital e virtual, outros por estruturas baseadas em materiais sustentáveis, não faltando  projetos  visualmente impactantes, além de muitas áreas verdes.

Informada do grande sucesso  de público e mídia do Pavilhão  Brasileiro, o visitei primeiro, como boa e ansiosa brasuca. O pricipal motivo deste sucesso é uma enorme rede suspensa por onde o público é convidado a  percorrer interagindo com o ambiente. A rede foi idealizada pelo Studio Arthur Casas (vencedor do concurso) em parceria com o Atelier Marko Brajovic,  e foi pensada  “como a metáfora da rede – flexível, fluída e descentralizada” que representa o sistema de produção alimentar brasileiro.   A fila era enorme, mas fluiu, e em poucos minutos foi possível vivenciar a experiência lúdica, de admirável fantasia, merecidamente uma das estrelas da Expo.

Entre os progetos mais interessantes e  que me cativaram, destaco os pavilhões  da China,  Azerbaijão, França e Russia. Internamente não foi possível visitar muitos países, adorei o percuso expositivo do Japão, bonito e  interessantíssimo,  conseguem transmitir muitos elementos de sua cultura, aliando alta tecnologia à uma rica linguagem visual,  saí dali louca para viajar ao Japão e comer sushi. Imperdível “Palazzo Itália”, uma estrutura de 13.500 m², centro principal do pavilhão Italiano.  Um dia não basta para ver tudo, afinal são 1 milhão de metros quadrados, este foi apenas “ un assaggio”, certamente retornarei outras vezes.

Para quem planeja visitar Milão este ano, é uma excelente oportunidade para explorar uma babel de sabores, cores, culturas e tradições. Os países participantes oferecem inúmeras atrações e espetáculos, inseridos em um contexto repletos de  idéias, design, arquitetura, tecnologia e sutentabilidade. A exposição está aberta desde 1º de maio e vai até 31 de outubro de 2015.

Texto publicado no site da revista Ludovica em 24-05-2015

Pavilão china foto lenise

Pavilhão China

pavilhão brasil 2 foto lenise

Pavilhão  Brasil

Pavilhão China interno foto Lenise

Pavilhão China

Pavilhão França foto lenise

Pavilhão França

Pavilhão Russia foto 1 lenise

Pavilhão Rússia

Palazzo Itália foto lenise

Palazzo Itália

Fotos Take by me

Giò Ponti, O Mestre do Design

gio-ponti-2

Explorar o  complexo  legado de Giò Ponti (1891-1979)  tem sido entusiasmante, como designer de interiores, vivendo na Itália. Não seria exagero dizer que esta influente personalidade tenha contribuído fortemente para o surgimento do design neste país. Estreio o blog falando sobre este grande mestre, por ter sido ele para a arte, a arquitetura e o design uma fonte abundante de ideias, critatividade e vanguardismo, além de um significativo ponto de convergência.

Percorrer as ruas de Milão em busca de suas  notáveis construções, nos permite descobrir  e   visualizar  por  ângulos inesperados,  verdadeiras jóias da  arquitetura milanesa.Terra natal e profissional de  Ponti, Milão foi onde ele realizou algumas de suas mais importantes obras, testemunhas de  seu forte  vínculo  com a cidade, como o Edifício Pirelli e a Igreja de “ San Carlo Borromeo”.

Com uma trajetória extensa e curiosidade incansável se dedicou  com maestria a inúmeras áreas, indo muito além das artes decorativas e  arquitetura,  foi proeminente  na editoria (fundou a revista domus, 1928), percorreu a poesia e pintura, se notabilizou no design com as incríveis cerâmicas para a Richard Ginori (1923-1930). Desenhou móveis, lâmpadas, objetos de vidro,  tecidos, criou vestidos e cenografia para “ La Scala di Milano”. Um daqueles talentos, que em tudo que concebe, se sobressaem  os traços inconfundíveis da beleza e excelência.

Tantas de suas  criações restam símbolos de design atual e atemporal,  a “superleggera”  cadeira idealizada para a Cassina em 1955 e produzida até hoje, é um exemplo clássico, ou mesmo, a poltrona gabriela de 1971.

Sem a pretensão de apresentá-lo ou de analizar sua obra, apenas  ressalto o tamanho de sua importância. Um artista que merece sempre ser investigado e desvendado, não somente como ícone do passado, mas como inspiração ao olhar adiante.

Texto escrito para  no site da Revista Ludovica e publicado em 07/05/15