A rústica atmosfera de uma casa na Ilha de Elba

foto01divulgac3a7c3a3o

A Ilha de Elba é um lugar de beleza intocada,  um tesouro precioso abundante  de natureza, história e poesia.  É  nesse atraente cenário que   fica a  Casa Melagrana, uma contrução em estilo minimalista e com  um amplo uso de materiais naturais e locais. É uma típica casa de campo,  cheia de encanto,  que através de uma acurada  restaução, se tornou  um lar acolhedor e romântico.

 Os espaços são  arejados, a ambientação  é recolhida e  os materiais dão aos espaços uma grande intensidade. A atmosfera rústica, dominada pelos tons quentes de ocre e âmbar, foi esplendidamente aprimorada por  peças de iluminação da Catellani & Smith. Ao longo da superfície de 100 metros quadrados da Casa Melagrana, foram projetadas  diversas  criações de iluminação a fim de traçar uma espécie de jornada emocional e sensorial, onde a luz se torna arte nos olhos daqueles que sabem olhar.

 A  importância do meticuloso trabalho artesanal se revela através  de cada detalhe. As traves de madeira perfeitamente recuperadas , as paredes em pedras, o charme  das velhas portas com a pintura antiga preservada.. Todos esses elementos, dão vida a um ambiente irresistível, que nos acolhe e acaricia.

foto02divulgac3a7c3a3ofoto03divulgac3a7c3a3ofoto04-divulgac3a7c3a3ofoto05divulgac3a7c3a3ofoto06divulgac3a7c3a3ofoto07divulgac3a7c3a3ofoto08divulgac3a7c3a3o

foto01divulgac3a7c3a3oCasa Melagrana_3

Créditos fotos: Adriano Bacchella

Texto publicado no site da Revista Ludovica

Papéis de parede para comemorar os 100 anos da Bauhaus

foto 01 - divulgação

Em 2019  a Bauhaus se prepara para comemorar 100 anos de sua fundação. A renomada escola de Design Alemã, de Weimar, fundanda por Walter Gropius, é um dos maiores referimentos  no campo do Desing e da Arquitetura  e influenciou de forma decisiva os movimentos  de inovação ao longo do século XX.

Em homenagem a esta grande ocasião, MuralsWallpaper criou uma nova coleção de papéis de parede  inspirada nas  formas e cores típicas do movimento.  A nova coleção é caracterizada por um forte impacto visual e  efeito concreto, onde são utilizados os princípios  arquitetônicos  que tornaram  a Bauhaus célebre no mundo, como linhas limpas, formas geométricas  e cores primárias.

Ao todo, são seis composições murais constituídas  por  cores e formas    inspiradas  nos trabalhos sobre teoria das cores de Josef Albers.  Os  desenhos possuem  formas gemétricas ampliadas e sintetizadas, que criam um jogo hormonioso  de  perspectivas  em total consonância com o estilo da escola de Weimar. A estética  contemporânea se faz presente por meio de uma interpretação mais suave das tonalidades.

É uma coleção interessante porque nos ajuda a compreender que após 100 anos, o legado da Bauhaus é extremamente atual e ainda tem muito a nos ensinar. Para os entusiastas do design é uma grande fonte de inspiração.

foto 02 divulgação

foto 04 divulgação

foto 05 divulgação

foto 06 divulgação

foto 03 divulgação

d-chair-hi-res

Texto publicado no site da Revista Ludovica

Os Tons Neutros sob um novo olhar

foto 01 - dulux inspiração cor do ano 2019 - divulgaçãoDulux inspiração cor do ano 2019

As cores neutras são sempre atuais e muito agradáveis na decoração, pois propiciam ambientes mais serenos e  repousantes.  Assim, engana-se quem pensa que usar  tonalidades neutras significa criar espaços frios e carentes de aconchego.  Por essa razão,  a cada ano é maior a preferência por gradações mais quentes de beges e cinzas.

Emergem com força, também, as cores naturais como cru, cappucino, linho e algodão natural, tanto que, aparecem com muita frequência nas seleções anuais de empresas importantes  como Pantone, a norueguesa de tintas Jotum, Akzonobel e assim por diante. Existe, ainda, todo um mundo cheio de surpresas, com neutros que derivam de tons com esfumaturas mais intensas  como   chocolate, terracota, verde azeitona ou verde menta.

As tonalidades que contém rosa misturadas com terracota podem surpreeder dando vida a neutros inesperados, luminosos e calorosos. Para criar harmonia, podem ser combinadas com madeira clara, ratam, vime, texturas rústicas e tecidos como linho e algodão.

O universo das cores é muito surpreendente e repleto de segredos a serem desvendados.  Para os amantes de ambientes predominantemente claros, a sugestão é  de se abrir à novas descobertas e se  deixar inspirar  por essa infinidade de   neutros singulares e personalizados.

foto 03 jotum divulgaçãoJotum – divulgação

foto 04 cozinha archetipo da marca l'ottocento divulgaçãoCozinha Archetipo da marca L’Ottocento

foto 02 - dulux- divulgação cor do ano 2019 -spiced-honey-thinkDulux inspiração cor do ano 2019

Texto publicado no site da Revista Ludovica

Cor  Pantone de 2019: Como usar o living coral na decoração

foto 02 pinterestPinterest

A Pantone apresentou o “Living Coral” como  a cor de 2019.  A escolha foi feita visando temáticas mais profundas,  no sentido de dar uma dimensão de otimismo, calor e afeto. A intenção é nos convidar   a sermos mais autênticos  para contrastar  a desumanização da era digital. Com essa  escolha, Pantone  permanece na estrada da onda  rosa, contudo,  acena para a tendência atual das cores terrosas que inspiram os ambientes quentes e acolhedoras.

Essa tonalidade tem tudo para ser protagonista  nos ambientes da casa, pois é capaz de criar efeitos naturais e revigorantes, por ser  repleta de vitalidade e  energia. A versatilidade  é o seu ponto forte  e  possui o poder de  encher a casa de alegria e alto astral.  O seu destino perfeito pode ser nos objetos de decoração e na pintura de uma das paredes.

Uma forma  interessante  de usá-la  é criar pequenos toques de cores, que exaltam determinadas características através de tecidos e acessórios como almofadas, toalhas, mesinhas, vasos e tapetes. É uma cor que combina muito bem com a madeira clara,  com o cinza claro, com o branco, verde salvia ou esmeralda, com o violeta tênue, e particularmente,  com diversos tons  azuis e derivações cromáticas  de inspiração marinha.

A atenção e  o cuidado  devem ser reservados paro o uso de cores como o vermelho, o laranja e o amarelo, pois são cores quentes que podem potencializar o efeito energizante e prejudicar a intenção de ter uma  atmosfera  relaxante.

foto 01 mood cor coral living01- Sofá Halo da Softline

02 – Relógio Redbubble

03 – Lâmpada PH5 de  Louis Poulsen

04 – Poltrona Baixa de Softline

05 – Sideboard Caruso de Miniform

06 – Tapete Mirage Nude de Gan

07 – Mesinhas Lady Bug de My Home Collection

foto 04 pinterestPinterest

foto 03 mood com a cor living coral1- Cadeira Havana Low de Softline

2 – Mesa de Centro Picos de Baleri Italia

3 – Tapete Flamingos de Illulian

foto 06 pinterestPinterest

foto 05 papel de parede wallpepper divulgação (2)Papel de Parede Wallpepper

foto 07 .bisazza-banho_design-india-mahdavi divulgaçãoBisazza – Banho design India Mahdavi

foto 08cozinha abimis_living coral_02 - divulgaçãoCozinha Abimis

foto 09 cadeiras aam e mysa de bross divulgaçãoCadeiras Aam e Mysa de Bross

foto 01 pinterest

Texto publicado no site da Revista Ludovica

Harmonia entre o passado e o presente

Foto 01 DivulgaçãoCom a intenção de celebrar o estilo da casa Italiana, a Molteni, marca de móveis famosa em todo o mundo, idealizou a decoração de uma estupenda “Villa” (mansão).  O principal objetivo desse projeto foi ressaltar a convivência harmônica entre  o passado e o presente.  Para isso, móveis contemporâneos foram chamados a  dialogar com preciosos clássicos  de design, peças únicas assinadas  por nomes como Gio Ponti, Werner Blaser, Yasuhiko Itoh, Afra e Tobia Scarpa.

Chamada “Villa Carminati”,  a  casa  está situada perto do Lago Maggiore  e foi projetada pelo arquiteto Romeo Moretti entre 1938 e 1939.  Ela   é considerada o projeto mais importante do arquiteto. A  estrutura se desenvolve em  dois andares e foi realizada em uma planta quadrada em torno de um pequeno pátio interno. O projeto engloba elementos da arquitetura clássica e estilo veneto, bem como, características medievais e modernas, tudo entrelaçado de uma forma extremamente equilibrada e natural.

O vasto  terreno, visto de  uma grande varanda, apresenta numerosas espécies de árvores, algumas  raras. Desde que foi construída, a “Villa” sempre pertenceu à mesma família,   que pretendia  uma casa de grande prestígio, tanto que ao longo de sua história sediou importantes encontros diplomáticos internacionais.

Foto 02 Divulgação

Foto 03 divulgaçãoFoto 04 Divulgação

Foto 05 Divulgação

Foto 01 Divulgação

Fotos cortesia Molteni

Texto publicado no site da Revista Ludovica