Iluminação correta faz toda a diferença na decoração

foto 01 Salvioni Design Solutions divulgação

Foto: Salvioni Design Solutions

A luz, seja natural ou  artificial (principalmente)  é o que nos  ajuda a apreciar as características de um ambiente. A iluminação deve ser funcional, ou seja, atender às necessidades de cada ambiente. Mas também,  pode  ser uma grande aliada para decorar a casa.

Quando pensamos em tornar nossa casa mais bonita e acolhedora, raramente pensamos o quanto a iluminação pode fazer em termos decorativos. A luz é  um elemento fundamental para criar atmosferas e efeitos especiais. Com a iluminação, valorizamos uma peça do mobiliário, harmonizamos as cores e percebemos um ambiente como maior ou mais regular, pois ela, pode mudar a percepção do espaço nitidamente.

A presença de luzes bem posicionadas faz  a diferença.  É muito importante ter lâmpadas de leitura à mão perto da cama ou do sofá, luz suficiente na cozinha para preparar um prato mais complexo e  luz no  tom e intensidade corretos  no banheiro  para realizar  a  maquiagem com precisão.

Se você perceber que não há luz suficiente para atividades que exijam precisão ou empenho visual, é hora de reconsiderar a iluminação de sua casa, ou pelo menos, a potência  de suas lâmpadas.  O efeito de cada  iluminação  é diferente e deve ser avaliado caso a caso. Geralmente falamos de “luz direta” quando projetamos diretamente em uma superfície ou objeto e “luz difusa” se indiretamente ilumina um espaço, por exemplo quando refletido do teto.

É recomendável usar várias fontes de luz e tipos diferentes ao mesmo tempo, para que você possa a qualquer momento gerenciar a quantidade de fluxo de luz, mas também o “humor” do ambiente

Para uma iluminação ideal,  primeiro  deve-se  estudar o layout do mobiliário a fim de  entender onde é o melhor lugar  posicionar as   lâmpadas  ou lustres. É importante não cometer o erro de decorar toda a casa e somente depois pensar na iluminação. Pois  esta é que define o estilo da decoração, conferindo personalidade, conforto e aconchego ao  interior de uma casa.

Foto 02 Luce Plan divulgação

Luce Plan

Foto 03 - divulgação fontanaArte

FontanaArte

Texto publicado no site da Revista Ludovica

A casa como expressão da nossa vida interior

Amelia widell

Home of interior design Amelia Widell via Pinterest

A nossa casa diz muito sobre nós e  nossas emoções. A casa transmite com  a sua autenticidade luzes e cores, alegria e tristeza, amor e sociabilidade. A casa reflete os nossos gostos, desejos, valores e estado de ânimo.

Quando decoramos a nossa casa, entramos em contato com a nossa verdadeira intimidade.  A casa representa a nossa vida interior e a forma que a tratamos pode falar muito sobre a nossa personalidade. Penso que visitar uma pessoa em seu lar seja  uma das formas mais autênticas de conhecer-la, talvez, até melhor  que coversar, porque é onde não resistem as máscaras.

A casa eu diria é uma espécie de espelho que reflete a alma das pessoas. Alguns psicológos  dizem que a casa possui o seu próprio inconsciente, no sentido que a escolha dos objetos e móveis, a distribuição dos ambientes, não depedem somente de escolhas conscientes, mas que são projeções do nosso eu mais profundo que se reflete nos espaços. Provavelmente, a casa seja a foram mais eficaz  para revelar quem somos.

O modo de habitarmos o espaço é fruto da relação afetiva que desenvolvemos com o nosso lar. Portanto, entender melhor o nosso modo de morar, pode ser uma grande oportunidade para nos liberarmos de sentimentos e recordações negativas e contruir um ambiente mais arejado.