Eles permanecem no Café de Flore

 

cafe de flore 01 foto Lenise

Sensibilizada pelo fato de ter sido freqüentado por expressivos nomes da cultura universal, estive no Café de Flore em Paris, com a intenção de vivenciar a atmosfera de luz, que ali permanece intacta, e que antes mesmo de nos sentarmos à mesa, nos envolve e absorve.

É uma sensação indescritível sentir-se ladeada por Sartre, Simone de Beauvoir, Picasso, André Breton, Apollinaire, Rimbaud, Albert Camus, Hemingway e tantos outros artistas e intelectuais de nossa história, famosos ou não.

Em qualquer ponto do café em que nos posicionamos é possível intuir as intensas emoções vividas naquele ambiente. Sartre sentindo náuseas ante o absurdo da vida, Beauvoir pregando o amor livre, Picasso traçando as primeiras linhas do cubismo, André Breton teorizando o Dadaísmo, Apollinaire “fazendo do local seu escritório” e Hemingway vivendo a permanente festa de Paris.  É fácil nos contaminarmos por esse ambiente de acalorados debates e discussões, que propiciaram o surgimento de novas idéias que transformariam as artes e a literatura no mundo.

Ao deixarmos o famoso café, levamos conosco a impressão de termos convivido e interagido com esses grandes vultos, porque eles permanecem ali presentes.

café de flore reprodução

Picasso no café de flore reprodução

Picasso no Café de Flore – foto Pinterest

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s